Vereadores e prefeito buscam alternativas para resolver o problema da erosão do Bairro São José e da ponte do Vale Verde

por DRIELY PINOTTI publicado 21/11/2019 10h53, última modificação 21/11/2019 10h53
21 de Novembro de 2019

No início da manhã desta quinta-feira (21), os vereadores se reuniram com o prefeito Leonardo Bortolin e secretários municipais das pastas de meio ambiente, infraestrutura e assistência social, com objetivo de dialogar e buscar, de forma conjunta, um plano de ação para conter a erosão dos bairros São José e Santa Clara e, assim, evitar problemas ambientais e riscos às famílias que moram na localidade.

Outro ponto debatido pelas autoridades foi em relação à ponte localizada no Vale Verde, que cedeu após as fortes chuvas que caíram no mês passado. Em um trabalho conjunto dos municípios de Primavera do Leste e Poxoreu, seria realizado a construção de uma ponte de concreto para resolver de forma definitiva o problema, no entanto, é necessário primeiramente fazer alguma ação para conter a erosão e diminuir o volume da água da chuva que começa nos bairros Santa Clara e São José e deságua no Vale Verde.

Sobre as áreas que ficam localizadas ao fundo da Rua D, no bairro São José, uma erosão de aproximadamente 20 metros se aproxima das residências. Na terça-feira (19), ela já estava há 07 metros das casas. Já na Rua Ipanema, no bairro Santa Clara, parte da via foi levada pelas águas das chuvas. O prefeito Leonardo explicou que um mapeamento já está sendo elaborado pela Secretaria de Meio Ambiente, para buscar entender melhor a situação das localidades e dos pontos críticos. Além disso, a Secretária de Assistência Social também realiza um estudo para identificar o número de famílias que podem estar em risco.

Durante a reunião, os parlamentares ressaltaram que há tempos acompanham a situação e a erosão só tem aumentado. “Temos que resolver esse problema o mais rápido possível. Só depois de resolver este problema da erosão que vamos conseguir a solução definitiva para o Vale Verde”, afirmou a vice-presidente da Câmara, Carmen Betti que, ainda explicou: “a água que passa pela rua D e Ipanema, deságua naquele rio e causa a erosão lá no Vale Verde também”.

Plano de Ação

Com o foco de buscar maneiras de trazer segurança para as famílias das localidades atingidas, autoridades do Legislativo e Executivo e, técnicos das Secretarias de Meio Ambiente e Infraestrutura, visitarão alguns pontos críticos daquela região, na tarde desta quinta-feira, para encontrar alternativas de solucionar o problema.